Aprova Digital
POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Para iniciar a jornada do Marketing digital para prefeituras

POR Rafael Francisco  -   

O “Marketing” pode ser definido como uma estratégia para explorar, criar e entregar valor, por meio de um produto, para uma determinada pessoa ou grupo.

Podemos acrescentar, além do mais, que o “Marketing” gera valor de ponta a ponta: para os clientes e também para as empresas que colocam a estratégia (mercadológica)  em ação - neste último caso, o valor gerado é financeiro. 

A derivação “Marketing Digital” segue a mesma ideia, porém, sua aplicação é - como o próprio nome indica - feita para o ambiente digital. 

Podemos considerar, portanto, que o “Marketing Digital” é um dos principais modos personalizados e diretos que as empresas têm para se comunicar com seu público. 

As ideias sobre marketing estão amplamente difundidas entre as instituições privadas. Por outro lado, no caso das instituições públicas, o marketing ainda é pouco explorado. 

Neste texto compartilhamos com você algumas dicas para entrar nesse universo de Marketing Digital para prefeituras e começar a gerar valor para seus cidadãos-usuários.

O que é marketing digital

As estratégias de marketing digital se equilibram entre princípios objetivos: aqueles que podem ser bem definidos; e aqueles que são mais subjetivos: que seguem especificidades relacionadas à organização onde será colocada em prática essa estratégia. 

Uma empresa que produz refrigeradores domésticos inteligentes pode partir do princípio que o seu produto vai facilitar a vida de alguém. 

A justificativa é a seguinte: a geladeira tem função exclusiva de alerta na falta de alimentos. 

Dessa maneira, o consumidor fica despreocupado sobre quando vai acabar o que tem dentro do refrigerador e o que comprar de alimentos. A geladeira simplesmente faz essa ‘gerência’ de alimentos por você. 

Podemos considerar que esse é um tipo de valor a partir da venda de um produto. 

Essa ideia de um refrigerador inteligente pode ser explorada por diferentes modos a fim de que o produto alcance o seu público para ser vendido e, ao mesmo tempo, que seja cumprido um propósito real para os seus consumidores. Isto é, tornar a vida doméstica mais fácil e menos trabalhosa. 

Quem pode fazer marketing digital 

Universitários, empresas de diferentes segmentos e gêneros, ONGs, associações, escritórios, igrejas e também administrações públicas podem fazer marketing digital. 

O ‘pulo do gato’ de uma estratégia de mercado é ajustar as ideias sobre marketing digital aos propósitos da sua organização e do seu produto. 

Uma agremiação de universitários é diferente de uma Organização sem Fins Lucrativos. Uma Instituição Religiosa também é diferente de uma Instituição Pública. 

A única afinidade entre os diferentes e interessados atores em fazer marketing digital é que cada um deve fazer aquilo que é possível a partir dos meios e ferramentas que possuem e, assim, encontrar a oportunidade certa para seus respectivos negócios. 

Por que fazer Marketing Digital para prefeituras é importante

Se partirmos da ideia de que marketing digital tem como objetivo explorar, criar e entregar valor, por meio de um produto, para uma determinada pessoa ou grupo, talvez a pergunta/afirmação do título desta seção não faça sentido. 

Isso porque uma prefeitura não vende produtos para um determinado público, tampouco lucra a partir da exploração de ideias ou criação de valores. Uma prefeitura, a grosso modo, presta serviço à população de modo geral. 

Mas você lembra quando dissemos que os princípios do marketing transitam entre aspectos subjetivos e objetivos? E que as estratégias mercadológicas devem ser colocadas em prática levando-se em consideração as especificidades de cada organização? 

Isso nos leva a considerar que embora o poder público esteja fora do mercado privado, onde se vende produtos e se lucra a partir de vendas, ele não está fora da cultura nem da organização social como ela é. 

Em outras palavras, as prefeituras podem ajustar as estratégias mercadológicas para o ambiente que atua e  para os propósitos e objetivos das administrações públicas. 

Uma outra resposta simples, mas objetiva para a provocação que fizemos: “Por que fazer Marketing Digital para prefeituras é importante” pode ser resumida na constatação de que a maior parte da população mundial está conectada à internet.

De modo um pouco mais aprofundado, as prefeituras também devem considerar que o trabalho realizado pelo poder público tem como objetivo gerar valor para o cidadão-usuário. 

Pessoas ao redor da mesa discutem sobre marketing digital para prefeituras

Conceitos chave de Marketing Digital para prefeituras

O marketing digital para prefeituras está atento às mudanças contemporâneas para gerar valor aos seus cidadãos-usuários. 

E por falar em cidadão-usuários, gestores públicos podem considerar seus munícipes ‘consumidores’, da mesma maneira que as organizações privadas consideram também seus públicos. 

A diferença entre o cidadão-usuário e o público-consumidor está no tipo de serviço ofertado. 

Outro aspecto importante para se ter em mente é exatamente quem são esses públicos que chamamos aqui de cidadãos-usuários. 

Grupos de cidadãos-usuários por secretaria e subsecretarias 

Uma maneira simples e objetiva de pensar quem são esses cidadãos-usuários é pensar esse público a partir dos serviços prestados de cada secretaria ou subsecretaria. 

Qual tipo de valor uma secretaria de obras pode oferecer para seus cidadãos-usuários? E quem são esses cidadãos-usuários?

Podemos presumir que engenheiros, arquitetos, técnicos em obras e outros profissionais da área são parte do grupo de cidadão-usuários de uma secretaria de obras. 

Partindo desse princípio, fica fácil para a gestão pública definir qual tipo de valor ela quer oferecer para esse público de profissionais que geralmente são os que mais usam serviços da secretaria de obras. 

Essas são só algumas das perguntas a serem feitas por gestores públicos, e que podem fazer parte de uma estratégia de marketing digital para prefeituras, a fim de identificar oportunidades e, dessa maneira, gerar valores como eficiência, agilidade e facilidade para acesso aos serviços públicos. 

Ao gerar valor por meio da prestação de algum serviço, a prefeitura também gera valor para si mesma - neste caso, além de gerar economia ao constatar que processos públicos podem ser simplificados, a prefeitura altera a maneira como os cidadãos-usuários olham para as administrações públicas. 

Experiência do cidadão-usuário 

Quando um consumidor compra um produto, ele não compra apenas o produto em si. Ele compra também um conjunto de experiências possíveis. 

Algo parecido acontece com o cidadão-usuário. Ao ter acesso ao produto, neste caso público, o cidadão que tirar o melhor proveito da experiência. 

A experiência é um conceito parte da estratégia do marketing digital que pode ser adaptado à realidade das prefeituras. 

Qual a experiência o cidadão-usuário tem ao acessar os serviços públicos da sua prefeitura? 

Vantagens com o marketing digital para prefeituras 

As estratégias de marketing digital para prefeituras ajudam as gestões públicas a medir o grau de satisfação da população e a identificar melhorias que estejam de acordo com as necessidades dos cidadãos. 

Todos os dias vemos algum tipo de mudança, serviço ou novidade lançada por alguma gestão pública. Mas será que essas melhorias estão afins às reais necessidades dos cidadãos? 


Neste texto compartilhamos com você algumas dicas para começar a pensar no universo do marketing digital para as prefeituras. 

A estratégica mercadológica pode oferecer importantes métodos para a prefeitura oferecer valor a partir da prestação de serviços públicos.