Aprova Digital
POLÍTICA DE PRIVACIDADE

4 dicas para potencializar projetos para pequenos municípios

POR Rafael Francisco  -   

O uso da tecnologia e de serviços inovadores são recursos que ajudam a contornar os obstáculos enfrentados pelas gestões públicas na prestação de serviços públicos.

Mas para transformar o paradigma da maneira como as administrações governamentais trabalham para atender a população, além de ideias inovadoras, é necessário também dinheiro em caixa. 

O empecilho financeiro é um fato no contexto das gestões públicas, seja a nível federal, estadual ou municipal. 

No caso da divisão municipal, contornar esse cenário de pouco dinheiro e muita necessidade de transformação produz reveses um pouco mais específicos. O cenário é ainda menos favorável quando se trata de gestões menores que buscam projetos para pequenos municípios.   

Constatado esse cenário, compartilhamos abaixo algumas dicas e ideias iniciais para potencializar projetos para pequenos municípios que podem ajudar a transformação das prefeituras por intermédio da inovação. 

Pessoas aplaudem projetos para pequenos municípios

A situação dos grandes e pequenos municípios

Para entender a situação dos municípios, é necessário olhar para os dados oficiais. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas - IBGE, 63,3% das cidades brasileiras têm menos de 20 mil habitantes. 

Atualmente, são 5.568  municípios espalhados pelo Brasil. Desse total, cerca de 70% dependem de mais de 80% de verbas e recursos financeiros externos.

O que se pode concluir é que mais da metade desse momento de regiões municipais são consideradas pequenas cidades. Além disso, boa parte dessas regiões municipais têm pouca fonte de recursos próprios. 

Acredita-se que com o caixa limitado, o investimento em projetos de inovação e melhoria para entrega de serviços ficam reduzidos. Mas essa consideração é uma ‘meia verdade’.

Sem dinheiro, sem inovação? 

Certamente, para promover a transformação municipal por meio da inovação e tecnologia é necessário despender de recursos financeiros. 

Os dados do IBGE são pouco animadores, mas é possível começar a mudança por meio de algumas iniciativas simples, mas que podem gerar grandes impactos. 

A partir de alguns critérios básicos, que não geram custos e que são simples na suas aplicações e com uma excelente possibilidade de escalada, gestores públicos podem começar o desenvolvimento de inovação para suas cidades, além de projetos para pequenos municípios quando este for o caso. 

1. Separe um tempo para falar de projeto de inovação com a sua equipe

Em pequenos municípios a dificuldade para se ter uma equipe especializada somente para projetos de inovação é quase impossível. 

Mas a limitação de recursos financeiros não impede que gestores reservem períodos semanais, durante reuniões de equipe, para somar ideias sobre inovação. 

Além de possibilitar as necessidades prioritárias de cada departamento, esse tipo de iniciativa gera também engajamento entre os servidores públicos. O que ajuda, além disso, a criar uma cultura organizacional que trabalha em direção à inovação. 

2. Abra espaço para talentos 

O serviço público ainda carece de especialistas em inovação. Apesar de que tem ficado claro que o domínio de projetos inovadores será cada vez uma característica dos servidores do futuro. 

Mas é interessante abrir espaço de atuação para aqueles servidores com perfil entusiasmado para projetos de inovação. 

Esse tipo de conduta executada pela gestão pública ajuda a promover, de dentro pra fora, a inovação pública municipal. 

Os projetos inovadores para pequenos municípios podem surgir desses tipos de engajamentos e incentivos. 

3. Fique atento aos fóruns e redes nacionais e regionais de projetos para pequenos municípios

É importante entrar no ecossistema de projetos de inovação para pequenos municípios.

Uma maneira de se fazer isso, é participando de encontros e reuniões nacionais e regionais sobre tecnologia para gestões públicas. Por meio dessas atividades, sua gestão pode ficar por dentro do que outros municípios estão fazendo para promover a transformação do paradigma na entrega de serviços públicos. 

O Fórum Redes Cidades reúne especialistas e gestores públicos. Nesse encontro, é compartilhado experiências que colaboram com a transformação digital bem sucedida nas prefeituras. 

4. Crie uma rede de participação com atores do seu município 

A participação popular e de outros atores regionais potencializa a transformação dos municípios. Grandes projetos para pequenos municípios podem surgir dessa abertura e incentivo de participação social na vida pública. 

Descentralizar a atuação da gestão pública, incentivando a participação popular e de outros setores da sociedade, inclusive organizações privadas, aumenta as chances de difundir a ideia sobre a importância da inovação para os serviços públicos. 


A transformação das gestões públicas não são iniciativas isoladas e fragmentadas. Pelo contrário, são atitudes e projetos que funcionam a partir da garantia de continuidade.

No caso de cidades menores, garantir um conjunto de boas práticas como as que compartilhamos neste texto, pode ajudar a potencializar projetos para pequenos municípios inclusive, onde se carece mais de recursos e servidores públicos.