Aprova Digital
POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Comunicação na gestão pública como estratégia de gestão municipal

POR Rafael Francisco  -   

É importante que você saiba antes de qualquer coisa que um dos principais erros de gestores é considerar a Comunicação uma atividade secundária, ou sem muita importância, dentro de uma organização. 

Escrevi a palavra em letra maiúscula porque comunicar é uma prática essencial para o sucesso de qualquer instituição, embora desdenhada por ser corriqueira em nosso dia a dia. 

Dar à Comunicação o status de nome próprio reforça a necessidade de mudança que você, como gestor ou funcionário público, deve ter em relação à comunicação da sua gestão.

E se pensarmos a comunicação na gestão pública, arrisco a dizer que os desafios talvez sejam ainda maiores.

Mas você está no lugar certo para entender por que a comunicação na gestão pública pode garantir uma boa gestão. 

Comunicar, como muita gente pensa por aí, não é tão simples assim. A boa notícia é que temos algumas dicas que podem te ajudar no processo de adoção de uma verdadeira cultura comunicacional de qualidade e eficiência em sua gestão municipal. 

Coloque o pingo no ‘i’ de Comunicação 

A globalização é um aspecto real da sociedade contemporânea. E as administrações públicas não podem ficar à margem dessa realidade, como se os serviços públicos não pudessem ser adaptáveis às novas necessidades sociais. 

A competitividade e a eficiência não são mais características estritamente dos serviços privados. A velocidade desse novo mundo de tecnologias digitais exige que gestores públicos se ajustem a esses novos cenários. 

E para que a competência e eficiência sejam possíveis, é necessário que você, como gestor público, considere a comunicação na gestão pública como parte estratégica que pode garantir melhor funcionamento da administração pública. 

Possibilite um ambiente comunicacional em sua gestão pública

Um outro aspecto que deve entender é que a comunicação na gestão pública não diz respeito apenas a uma prática. Mas a um conjunto de ações bem organizadas com objetivos claros. 

É a partir desse conjunto de ações que será possível empregar, por exemplo, aspectos como o domínio da cultura da organização

Só a título de curiosidade, a origem da palavra cultura remete ao cuidado, cultivo, e ao crescimento. Para que uma cultura organizacional seja forte é preciso, portanto, cultivá-la para que ela cresça.

E é exatamente a partir do conjunto de ações que é possível garantir uma cultura comunicacional dentro das organizações administradas pelo poder público.

Aprenda com a comunicação privada e replique na comunicação pública 

Para as instituições privadas, a Comunicação é uma arma poderosa de gestão porque é parte fundamental do processo que vai construir as percepções que se criam sobre uma empresa. 

E esse princípio deve pautar também a comunicação na gestão pública. 

Embora o modelo de prestação de serviços seja diferente entre instituições privadas e públicas, a sociedade, de modo geral, não faz essa distinção. 

Prova disso é a constante comparação que parte da sociedade faz em relação aos serviços públicos que, para muitos, não funcionam porque é, justamente, público. 

Mas essa consideração negativa feita por parte da sociedade, que não deixa de ser válida, pode ocorrer justamente por consequência da má gestão da comunicação na gestão pública.

Um homem e uma mulher conversam sobre comunicação na gestão pública após dia de trabalho.

Transforme a sua imagem com uma boa comunicação

É importante que você, como gestor público, trabalhe na imagem de como a sua administração pública é (ou como deseja que ela seja), e não apenas no que ela tem feito.

Embora a constituição garanta a igualdade de tratamento ao cidadão nos serviços públicos, isso não quer dizer que a sua gestão não deva considerar a diversidade de demandas e exigências que a sua população tem. 

Nenhuma população municipal, por exemplo, é igual a outra. E dentro de um mesmo grupo de pessoas há divergências e contradições também. 

Por isso é importante saber entender o que os variados grupos da sua população municipal têm demandado. 

Nesse sentido, é necessário que haja a compreensão de que os cidadãos se comportam como consumidores. Ou seja, eles são diversos. 

É necessário entender que para esses mesmos consumidores/cidadãos a imagem da sua organização está ligada diretamente aos serviços prestados pela sua administração. 

Talvez, a avaliação negativa que parte da sociedade tem sobre os serviços públicos esteja baseada na percepção que a população criou sobre a organização das administrações públicas.

Considere que os servidores públicos também são cidadãos e consumidores

Você já entendeu que a validação por parte da sociedade sobre os serviços públicos pode se relacionar também à imagem que a sua organização transmite.  

No mesmo grau de importância em que reside este processo de construção de imagem externa, também está a necessidade de cultivar uma imagem interna positiva diante de seus funcionários públicos. 

É por meio da comunicação na gestão pública que será possível, por exemplo, instituir a política de gestão que você deseja implementar durante o seu tempo de gestor. 

A Comunicação é uma importante ferramenta através da qual a gestão pode criar vínculos com seu público interno. 

A comunicação participativa é um dos mecanismos disponíveis dentro de um conjunto de ações comunicacionais que vai garantir a integralização dos funcionários em diferentes hierarquias. 

Se um funcionário público/consumidor não acredita na sua gestão, é bem provável que esse aspecto transpareça nos serviços prestados. Consequentemente, esse sentimento será refletido na população.


Conjunto de ações para comunicação na gestão pública

Até aqui você percebeu por que deve entender a comunicação na gestão pública a partir de um olhar estratégico.

Para irmos um pouco mais além, destacamos a seguir duas ferramentas poderosas que podem efetivamente colocar em prática um conjunto de ações para a Comunicação na Gestão Pública.

Vale lembrar que as ações comunicacionais dentro de qualquer organização nunca são estáticas. O que demanda, portanto, trabalho de identificação e transformação contínuos. 

Um importante princípio para uma comunicação efetiva é garantir a participação dos seus colaboradores e usuários na gestão pública. 

Para que a participação seja garantida, é importante a adoção de ferramentas estratégicas capazes de receber, processar, sintetizar e compartilhar informações que sejam de interesse de todos.  

Ouvidoria digital 

Um dos grandes desafios das lideranças na gestão pública atualmente não é só entender as necessidades do município, mas como gerenciar as informações de forma estratégica. 

A ouvidoria é uma ferramenta essencial nesse processo de gerenciamento de informações externas e que pode garantir uma participação social mais efetiva.

Plataforma de comunicação interna digital  

Se a ouvidoria digital garante a participação externa nas tomadas de decisão de uma gestão pública, uma solução de comunicação interna digital vai garantir a efetiva participação dos funcionários públicos. 

Embora as estruturas hierárquicas sejam necessárias em qualquer instituição, é necessário que haja também o incentivo de uma cultura comunicacional horizontal. 

Na prática, a gestão fica aberta à participação dos funcionários públicos na condução do plano de gestão. 

Uma ferramenta digital que viabilize essa troca de informações, acompanhamento de comunicados e dos acontecimentos internos oficiais é indispensável.